CERCO

Não era nada disto
Aquilo era um ritmo
Um istmo
Cisco no olho que desapercebe
A lebre indo se esconder
Era um buraco negro
Uma roda gigante
Imperceptível, a meu ver
Ceguei para a realidade
Verdade que ignora
Vou embora sem olhar para trás
Até porque a vista ignora
O que o espírito faz

PAOLA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s