ASTROLOGISMO

Fomos eclipsados pela imensidão
Então, eis que nosso Sol reaparece
A prece é para nós mesmos
Que fazemos o uno com versos múltiplos
Entoando cânticos à Lua
Nua entrega de ser o amanhecer da noite
Como um açoite de estrelas
Uivos de coiote excitado
Pela cheia farta
Não aparta o lance
Lança os dados pela escada
Gravitamos
Respiramos outros mundos
Inflados outrora
As crateras deglutem novas esferas
Enquanto somos sugados pela Via Láctea
Leite em pó de galáxia
A nutrir nenéns paridos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s