BOA VIAGEM

Lançarei um tapete mágico sob teus pés, querido Aladim. Antes estes fossem alados, pois caminharíamos a passos largos de Ícaro. Mas não decaia como ele, por favor, sem alarido! O perigo pode se infiltrar entre os ácaros e ainda não criamos olhos bastantes para isso. Amanse o veludo tal um cavalo amigo, velho e bravo. Espero não provocar-te espirros, acaso flanem perlimpimpins até tuas narinas, que poderão torcer de um lado a outro, como as daquela Feiticeira da televisão. Ninguém mexe as fuças como antigamente… Cuidado. Aviso-te de antemão: evite voar rasteiro pelos ninhos de cobra à solta, pois estas tendem a cobrar caro o estacionamento das horas. Eleva-te mais à altura que percas de vista uma desventura qualquer. Leva tua mulher para passear entre as enseadas do melhor caminho e prospera com ela. Ouro será teu combustível inefável. Até!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s